Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Determinantes sociodemográficos no consumo de alimentos ultraprocessados no Brasil (2018)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: VALE, ALANA SANTANA DA CRUZ - FSP
  • USP Schools: FSP
  • Sigla do Departamento: HNT
  • Subjects: ALIMENTOS INDUSTRIALIZADOS; OBESIDADE; DOENÇA CRÔNICA; PROMOÇÃO DA SAÚDE; DETERMINANTES; CONSUMO DE ALIMENTOS
  • Keywords: Ultraprocessados
  • Language: Português
  • Abstract: A prevalência de obesidade tem aumentado entre crianças e adultos. No Brasil, é possível observar esse aumento na prevalência de excesso de peso e obesidade a partir dos cinco anos de idade. Esse aumento pode ser explicado pelas mudanças no estilo de vida da população, que inclui o aumento da participação de alimentos ultraprocessados na dieta, produtos estes que ocasionam impacto negativo na saúde da população devido às suas características que aumentam do risco de desenvolvimento da obesidade e doenças crônicas. Nesse âmbito, o objetivo desse trabalho foi caracterizar os determinantes sociodemográficos do consumo de alimentos ultraprocessados no Brasil utilizando dados obtidos da Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF) 2008-2009. Na população Brasileira, o consumo de alimentos ultraprocessados foi associado com todas as variáveis sociodemográficas analisadas tanto na análise bruta quanto na ajustada.consumo desses alimentos é de 27% do total de calorias maior na faixa etária entre 10 a 19 anos e diminui de forma linear com a idade, representando 15,5% das calorias na faixa etária de 60 anos ou mais. Ser do sexo feminino, estar no quintil mais alto de anos de estudo e renda familiar per capita, ser branco e morar em região urbana está diretamente associado ao maior consumo de alimentos ultraprocessados. Em relação às macrorregiões destaca-se o consumo mais alto das regiões Sudeste e Sul. Os subgrupos mais consumidos de alimentos ultraprocessados no Brasil foram as refeições prontas, os produtos panificados, as bolachas salgadas e salgadinhos e os molhos. Entendendo o impacto que este tipo de produtos tem sobre o sistema alimentar e na saúde humana, apoiando a guia alimentar brasileiro, é necessário o desenvolvimento de estratégias que limitem e diminuam este consumo e promovam alimentação saudável de maneira direcionada, principalmente, a estes estratos das variáveis sociodemográficas.
  • Imprenta:

  • Download do texto completo

    Tipo Nome do arquivo Tipo de acesso Link
    Alana Santana da Cruz Vale.pdfOpen Access logo PLoS whiteDirect link
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      VALE, Alana Santana da Cruz; CEDIEL, Gustavo. Determinantes sociodemográficos no consumo de alimentos ultraprocessados no Brasil. [S.l: s.n.], 2018.
    • APA

      Vale, A. S. da C., & Cediel, G. (2018). Determinantes sociodemográficos no consumo de alimentos ultraprocessados no Brasil. São Paulo.
    • NLM

      Vale AS da C, Cediel G. Determinantes sociodemográficos no consumo de alimentos ultraprocessados no Brasil. 2018 ;
    • Vancouver

      Vale AS da C, Cediel G. Determinantes sociodemográficos no consumo de alimentos ultraprocessados no Brasil. 2018 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: